Até eu te encontrar - Graciela Mayrink

Hi, my lovely readers! Como estão? Espero que muito bem!
Hoje, a resenha é sobre um livro que veio parar nas minhas mãos de uma forma bem mágica!
Estava eu passeando pelo Skoob, observando os livros classificados como "destaques", até que um deles me chamou atenção (por três motivos: a capa, a sinopse e o nome da protagonista). Adoro livros que abordam o tema "bruxa" e logo fui caçar mais informações sobre "Até eu te encontrar". Fiquei extremamente animada ao ler a sinopse e saber que a personagem principal tinha o nome da minha querida amiga Flávia. Falei com a Flávia sobre o livro e fomos pesquisar o preço.
No dia seguinte, na Bienal do Livro de Sampa, avistei "Até eu te encontrar" em promoção e quase dei pulinhos de alegria! Fiquei ainda mais feliz ao saber que a autora estava lá dando autógrafos. Comprei um exemplar de presente para minha amiga Flávia (e me arrependi por não ter levado um para mim também haha)! A Graciela foi super atenciosa e escreveu um recadinho muito amor para a Flavinha! 

E então...no começo desse ano, tive a oportunidade de finalmente ler o famoso livro (a Flávia, aliás, adorou)! 

Até Eu Te EncontrarSinopse
O quanto uma mudança de cidade pode afetar uma vida? Você acredita em alma gêmea? Como você se sentiria se não gostasse do grande amor da sua vida?
É o que Flávia vai descobrir ao deixar Lavras, onde mora com os tios desde o acidente que matou seus pais, quando era criança.
Aos dezoito anos, ela decide estudar Agronomia na Universidade Federal de Viçosa, trocando o sul de Minas pela Zona da Mata do mesmo Estado na esperança de uma "mudança de ares".
Em sua nova vida, ela conhece Sônia, amiga de infância de sua mãe e agora sua vizinha, que lhe conta a história de sua família materna, até então desconhecida para Flávia.
Embora o passado não seja sua maior preocupação, Flávia reluta em aceitar seu destino e ainda precisa superar uma paixão não correspondida pelo seu melhor amigo. Para se ver livre dessa rejeição, ela tenta atrair sua alma gêmea para Viçosa e descobre que o grande amor de sua vida é uma pessoa que ela não suporta.
Fonte: Skoob

Primeiramente, temos contato com a nova rotina de Flávia, que está prestes a iniciar sua vida como caloura na UFV. Juntamente com a moça, vivenciamos a experiência de estudar em uma nova cidade e,ainda por cima, lidar com a desafiadora vida universitária. Foi gostoso ler acerca disso, pois relembrei os meus tempos de caloura na Unicamp (e ao contrário de Flávia.. não tive muita sorte com a aula trote haha!). Logo, a personagem, começa a se ambientar no local, faz novos amigos...e também grandes descobertas.
A ruivinha logo se dá bem com Felipe, um dos veteranos da universidade. A amizade dos dois começa a crescer e, através dele, ela conhece outras pessoas. Uma rede de relações é construída na história, o que deixa o leitor extremamente curioso. Flávia não vai parar em Viçosa por acaso. A moça acaba conhecendo muito sobre si mesma e sua família. Ela se depara com grandes mistérios e, além disso, tem de lidar com toda a correria da vida de estudante! Ahhh esqueci de mencionar as questões do coração... que, é claro, sempre influenciam nossas vidas. Sônia, a vizinha de Flávia, é uma personagem maravilhosa! A meu ver, ela auxilia muito bem a nossa querida protagonista e, aos poucos, a introduz em um tema bastante complicado. É Sônia quem toca no assunto "almas gêmeas". Será que a alma gêmea de Flávia é quem ela está pensando? Será que tudo o que parece ser realmente é? Quais são os mistérios acerca da família da moça? 

Book* Eleanor & Park - Rainbow Rowell

Hi my lovely readers!! Acabei de ler Eleanor & Park e pensei "caramba, preciso escrever agora mesmo sobre esse livro (que mal acabei e já considero pacas!). Entrou para minha lista de favoritos! Eu não me sentia tão empolgada com uma história desde Um Dia.


SinopseEleanor & Park:   Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.
Fonte: Skoob

O livro se inicia com um pequeno texto que me incentivou ainda mais a lê-lo, porque eu queria descobrir onde aquele fragmento se encaixava na história de Eleanor e Park.
A história começa no ônibus da escola, no qual conhecemos Park, um garoto que prefere ficar quieto no seu banco.. com seus fones de ouvido a todo vapor, de modo que a música abafe o barulho do ambiente. Até que uma aluna nova entra no ônibus... Eleanor, Eleanor esquisita com seu porte físico diferente dos estereótipos de protagonista, Eleanor de cabelos volumosos cacheados e ruivo, Eleanor usando roupas "bizarras", Eleanor tentando enfrentar o constrangimento daquele ônibus.
Todos começam a olhar para a menina e é lógico que há aquelas pessoas sem graça que ficam fazendo piadinhas, ninguém quer ceder lugar. Por acaso (ou destino), o único banco no qual Eleanor vê possibilidade (ainda que ínfima) é aquele do lado do asiático idiota. Park fala ríspido "senta aí!" (não foi exatamente com essas palavras), a garota senta.. 

Book* Os Heróis do Olimpo - O Sangue do Olimpo (Rick Riordan)

Oi gente linda! Nossa, eu li tantos livros, tenho tantas resenhas para fazer! Mas estou com uma dificuldade enorme de manter o blog atualizado (como vocês já puderam perceber). Falta motivação.
Porém, uma amiga me incentivou a escrever mais e... isso se tornou uma meta de ano novo.
Para começar... é claro que eu precisava escrever sobre o último livro da saga Heróis do Olimpo (terminei de ler em Outubro do ano passado haha!) considerando que postei resenhas de todos os outros livros da série!! Fiquei super hiper ultra mega power ansiosa para esse derradeiro livro e, quando enfim coloquei minhas mãos nele, nem acreditei. 
Minha história com Percy Jackson vem de longa data, mas não é só minha história com as sagas, há outro valor emocional atribuído às histórias do cabeça de alga... Eu li praticamente a primeira saga inteirinha com um amigo de que eu gostava muito, a segunda também - quando A Casa de Hades foi lançado quase não pude discuti-lo com esse amigo, pois tínhamos parado de nos falar, mas acabou que conseguimos. Porém, o fim de Heróis do Olimpo veio junto com o fim dessa amizade e o mais triste é que nem pude discutir Sangue do Olimpo.. com esse meu amigo (detesto deixar coisas mal resolvidas, parece que ficou algo solto). Daí a minha relutância de fazer uma resenha aqui no blog. Ler O Sangue do Olimpo foi difícil, pois eu lembrava do meu amigo a cada página (não a cada página kkkk, mas em grande parte da história)... Mas a vida é assim, uns vão, outros chegam... e mais do que tristeza, havia a minha vontade de saber o que aconteceria com todos os meus semideuses tão queridos!

O Sangue do Olimpo Sinopse
Depois de enfrentarem as mais penosas missões, Percy Jackson e os outros tripulantes do Argo II ainda precisam encarar a pior de todas: chegar a Atenas a tempo de impedir que Gaia, a Mãe Terra, desperte.
A Atenas Partenos irá para o oeste, enquanto o Argo II seguirá para leste. Os deuses, ainda sofrendo com a dupla personalidade, não podem ajudar. Como os semideuses conseguirão vencer sozinhos um exército de gigantes e impedir uma guerra entre os acampamentos? A viagem para Atenas é perigosa, mas não há outra opção. Eles já sacrificaram muito para chegar aonde estão. E, se Gaia despertar, será o fim.
Fonte: Skoob

Devo começar dizendo que amei a dedicatória do tio Rick! Não é fofa (de um jeito troll) haha?


Esse último livro é focado nos personagens até então considerados secundários: Jason, Reyna, Leo, Nico e Piper.