Book* Tempo de Esperas - Pe. Fábio de Melo

Hi, my lovely readers!!! Acabei de ler um livro maravilhoso *-*
Tempo de EsperasTrata-se de "Tempo de Esperas" do Pe. Fábio de Melo! Ganhei de presente de aniversário da Day e do Will *-* Há tempos que eu queria lê-lo e realmente valeu a pena!!!


Sinopse - Tempo de Esperas - O itinerário de um florescer humano - Fábio de Melo

Dois personagens trocam cartas, um velho professor que resolveu se esconder do mundo e um estudante de filosofia que tem o sonho de alcançar as glórias da vida acadêmica que o professor abandonou. Ao trocar correspondências sinceras os dois debatem sobre um dos maiores desafios humanos: compreender o tempo de esperas. Desta forma, descobrem o amor fraternal, a amizade e a humildade. A felicidade pode estar na simplicidade da vida, e o autor nos mostra como é preciso compreendê-la (opinião da Thay: acho que felicidade não se compreende, se sente.. como bem mostra o Pe. Fábio de Melo). Fonte: Skoob

O livro é bem tranquilo de ler, li em pouquíssimo tempo, a cada página mais eu queria degustar o sabor das palavras. O Pe. Fábio de Melo realmente leva muito jeito com a escrita, gostei bastante da narrativa dele, em forma de cartas *-* Ele utiliza palavras profundas e as encaixa de forma delicada, o que torna a leitura simples e ao mesmo tempo profunda e maravilhosa, assim como a lição que aprendemos com a história.
Alfredo está mal, após sofrer uma desilusão amorosa...(e quem não já passou por isso haha), Clara o abandonou e esta era o amor de sua vida.
Só quem já passou por isso, sabe o quão difícil é ter que aceitar a perda de alguém que amamos. Eu compreendi a dor do personagem e junto com ele fui aprendendo lições valiosíssimas com o ex-professor Abner.
Através das correspondências trocadas entre eles, percebemos que toda dor traz benefícios para a alma. A leitura do livro é uma verdadeira jornada que provoca transformações no leitor, assim como em Alfredo.
Aprendemos tantas coisas!! Não posso contar tudo, mas transmito os ensinamentos que absorvi com minha leitura.
Creio que a principal lição é uma que eu já conhecia: "a beleza e grandiosidade da vida reside na simplicidade".
É preciso ter paciência, leveza, viver com mais calma, apreciar o que está diante de nossos olhos... mas que não reparamos por estarmos sempre tão ansiosos e apressados.
As coisas belas e preciosas estão presentes em cada um de nossos dias, mas nem nos damos conta disto. Nada na vida é mais importante que o Amor (e Deus é Amor), de nada adianta ter inteligência, riqueza, beleza se não estamos com as pessoas que amamos.
O Alfredo é muito cabeçudo, procura racionalidade em tudo, quer respostas a todo momento, acha que a inteligência é mais importante que qualquer outra coisa. Ele fica tão centrado nas longas reflexões sobre Platão e Cia. que acaba sofrendo com isso.
Mas, aos poucos ele vai se transformando. Abner o ajuda a enxergar a beleza das flores e o poder de regeneração de um jardim, eu diria até que se trata do jardim da vida.
Quando tudo parece perdido é justamente o momento em que tudo está começando a dar certo, acredite. Às vezes, acontecem coisas em nossas vidas que julgamos erradas/ruins: "por que isso aconteceu comigo????". Mas, esteja certo, Deus escreve certo por linhas tortas, Ele faz hoje e entendemos amanhã, sou prova viva disso.
Hoje vejo que muita coisa "ruim" aconteceu para que um propósito maior ocorresse *-*
Aliás, acabei de passar por uma fase difícil..., onde tudo que eu via era dor e esperanças frustradas. Comecei a sentir raiva e desesperança. Mas, Deus me restaurou e permitiu que eu enxergasse o caminho de volta para casa *-* Agora, entendo o porque da não realização do que eu tanto queria. Estava tão obcecada por uma meta, que não percebi o valor do que eu tinha em mãos já. Apenas depois que fiquei sem NADA que percebi o quão feliz eu era antes, mesmo sem ter minha meta alcançada. Minha meta hoje é aproveitar o presente e a grandiosidade de cada pequena coisa do meu dia-a-dia.
Graças ao Senhor, assim como Alfredo, pude me transformar!!
Fizemos de nossa dor, um ponto de partida (e combustível) para nossa vitória.
O que Abner realizou na vida do personagem, Deus realizou na minha *-*
Leiam! Super indico! Te garanto que sua vida jamais será a mesma, esse livro traz uma paz tremenda e faz com que as coisas se tornem mais bonitas, ou melhor, abre nossos olhos para o que já somos e temos!
O final é o mais surpreendente (e lindoooooo *-*), fiquei literalmente de boca aberta! O.o dificilmente os livros conseguem me surpreender tanto. Chorei de emoção :')
Vocês precisam passar pela experiência de leitura *-* só assim poderão sentir como é mágico. Sem contar que a leitura é instigante, ficamos sempre na curiosidade de saber o que vem na carta a seguir! Anotem aí: todos os dias pequenos milagres acontecem, mas não vemos, é preciso olhar devagar para as pessoas e tudo o que nos cerca.


“O grande problema é que olhamos depressa demais para tudo isso. Não sabemos demorar no que vemos. É triste. Quanto milagre acontece ao nosso redor, mas nossa pressa com a vida nos cega para esta percepção.”

"A gente insiste em viver para os resultados. Com isso, não percebemos a graça escondida nos preparos. Queremos a meta final, e cegamente nos encaminhamos para ela. Mas, na pressa de chegar, deixamos de olhar para os lados, e com isso não percebemos que o caminho é belo, e que há matizes interessantes a serem observados."





"São nas coisas bem miudinhas que vou entendendo a grandeza de DEUS!"


"Dar um passo na direção desejada já é chegar."


"Só as flores respondem o que as palavras ainda não sabem perguntar."

"Quem vive se buscando nunca para de chegar."

"Amar talvez seja isso...
Descobrir o que o outro fala mesmo quando ele não diz."

"É possível ser feliz mesmo quando não estejamos alegres. 
Em muitos momentos árduos da vida eu permanecia feliz. 
Por quê? 
Eu tinha certeza de que estava no lugar certo, fazendo a coisa certa." 

"Aprendi que o passado pode ser um quadro na parede, 
mas nunca a mobília principal." 

"Já vi muita gente se perder em si mesma. 
Gente que construiu uma carreira sem para ela ter aptidão, 
só para preencher lacunas afetivas. 
Gente que acumulou títulos e mais títulos, 
quando na verdade só desejava um amor para amar." 

"Quando descobrimos que o processo do ir é tão importante quanto o processo do chegar, diminuimos a possibilidade da frustração final." 

"O bom da vida é a partilha das pequenas coisas. 
Aprendi isso na minha casa, 
com minha família 
que foi o maior e melhor de todos os livros que já li." 

"Quando tive a oportunidade de perder a pessoa que mais amei na vida, 
juntamente com a perda pude receber um aprendizado que nunca mais quero perder de vista. 
Nada pode ser mais rico e precioso que as pessoas que amamos." 








Movie* O noivo da minha melhor amiga

Hi, guys! Ontem assisti um filme muito bom! Se chama "O noivo da minha melhor amiga"   ("Something borrowed"), já tinha ouvido falar sobre este antes, soube até que há um livro, mas a oportunidade para vê-lo só surgiu agora.

Sinopse: Rachel, uma advogada muito certinha, está prestes a completar 30 anos. Na comemoração, ela acaba bebendo demais e vai para a cama com Dex, amigo de faculdade e também noivo da sua melhor amiga Darcy. Sentindo-se péssima com a situação, as coisas parecem piorar a cada momento, pois Rachel será madrinha do casamento e vai ter que lidar com os preparativos da festa, seus sentimentos por Dex e ainda, a sua amizade cultivada desde a infância com a noiva traída.Fonte: Cine Pop


Clique para ampliar!
Ah, a história é tão simples e ao mesmo tempo tão bonita! Me identifiquei com a Rach (interpretada pela linda Ginnifer Goodwin), ela é certinha, centrada, tímida e sempre preocupada com os outros, tanto que até acaba se esquecendo dela mesma >.< (o que não é muito legal, como o filme ensina). Por outro lado, a Darcy é completamente diferente, ama diversão, bebida, é super extrovertida e ama ser o centro das atenções, sem contar que é superficial. 
O problema é que bem no dia do aniversário da Rachel (organizado pela Darcy), algo impactante acontece. A moça e o noivo da amiga acabam ficando juntos. Mas, aos poucos vamos conhecendo a história dos dois. A protagonista conheceu o Dex bem antes da Darcy, foi ela quem os apresentou, mas há sentimentos reprimidos na jogada.
Junto com a Rach vamos percebendo o que o noivo da melhor amiga realmente significa para ela e o que ela significa para ele.
O filme é recheado de cenas engraçadas e emocionantes, eu me comovi e ri em muitas partes. Rach e Dex tem várias idas e vindas, mas a relação dos dois é tão simples e encantadora! Senti vontade de dar um tapa na cara dos dois para ver se acordavam para a vida.
A cena da dança das duas é demais!
A protagonista foi muito tonta de reprimir o que sentia e ceder o amor de sua vida para a amiga, só por achar que não era boa o suficiente.
E Dex foi idiota por não ir atrás da Rachel e provar o contrário, faltou atitude!
No entanto, as coisas começam a se desenrolar.. , surgem coisas boas e ruins e o final é surpreendente e maravilhoso *-*
O melhor amigo da Rach também é demais, morri de rir com ele! Super sábio!
Estou viciada em uma música que passa na cena em que a Rach está desolada, lutando para odiar o Dex. 
Se você tem um amor, não deixe-o escapar por achar que não é bom o suficiente! Estratégias   e enrolação não são coisas muito inteligentes quando o assunto é amor ;)
Assistam! 

P.S: Quero muito ler o livro homônimo, da Emily Griffin




A música linda que ouvi umas dez vezes seguidas...
"Poison & Wine" - The Civil Wars (sim, a dupla que canta com a Tay em "Safe and sound", amei!). 




Book* Fazendo meu filme 3 - Paula Pimenta

Hi, my lovely readers! Enrolei, enrolei para terminar a leitura de "Fazendo meu filme 3 - o roteiro inesperado de Fani", porque eu realmente não queria ficar sem lê-lo :(
Fazendo Meu Filme 3Mas, a curiosidade foi maior e assim, devorei o livro em poucas horas. Agora, me sinto extremamente ansiosa para ler o livro 4. A Paula é realmente uma escritora maravilhosa, conseguiu despertar em mim, a magia que senti ao ler a série de "O diário da princesa" da diva Meg Cabot.
- Confira a resenha do livro 1 (AQUI) e a do livro 2 (AQUI).

Sinopse - Fazendo Meu Filme 3 - O Roteiro Inesperado de Fani - Paula Pimenta
"Um turbilhão de sentimentos e emoções. Assim podemos definir o terceiro volume de Fazendo meu filme. No mais intenso livro da consagrada série, Fani, agora com dezoito anos, volta da terra da rainha mais segura, mais madura, e logo se dá conta de que já não é mais a mesma menina que viajou para a Inglaterra, cheia de anseios e temores. Agora, as expectativas estão voltadas para o vestibular e o tão sonhado namoro com Leo. Mas, como em um bom filme, sua vida é cheia de surpresas, alegrias, decepções e conflitos. Estefânia Castelino Belluz terá de fazer escolhas difíceis e corajosas. Seja em confusões no namoro, nas dúvidas do vestibular, nas relações com a família ou com as amigas, Fani passa por várias novas experiências e continua a fazer o seu filme, por caminhos às vezes cheios de romance e felicidade, às vezes duros e nebulosos. A envolvente série, que já conquistou milhares de leitores e leitoras em todo o Brasil, promete, neste terceiro livro, muito mais emoções. E o comovente filme de Fani continua a ser escrito..."
Fonte: Skoob

Nossa, esse com certeza é o livro mais intenso de toda a série. Desde o início, a Fani já tem de lidar com novos problemas, típicos dos dezoito anos. A nossa heroína e o Leo finalmente começam a namorar (posso ouvir os coros de 'aleluia' haha)! Mas, a vida não é só alegria. Durante o livro, vivenciamos intensas emoções com a personagem, que agora tem de lidar com a proximidade do tão temido vestibular! Eu já passei por isso e sei o quão tenso é. Sem contar certas questões que surgem pelo caminho, desde coisinhas bobas como o ciúme quase doentio do Leo (o que fez com que eu me irritasse com ele, em grande parte das páginas haha) até questões sobre a tão discutida (e temida) primeira vez. Pois é, a Fani e toda a turma estão mais velhos e por isso, novos desafios aparecem. 
Chorei, dei risada, me estressei... enfim, senti na pele todas as emoções que o livro traz.
Neste volume, acompanhamos a história mais profundamente ainda, pois podemos ver não apenas os e-mails da Fani, como também e-mails de outros personagens *-*
Além disso, conhecemos mais algumas histórias sobre a Gabi, a Ana Elisa e os outros amigos da Fani, histórias muito comoventes. 
A leitura é extremamente gostosa (assim como foi a dos outros livros da série), porém, este livro é bem mais eletrizante, pois é nele que os personagens passam por aqueles obstáculos que visam o crescimento, a maturidade. 
A cada página, um novo dilema, uma nova alegria..., força. Amei cada capítulo!
No meio do livro, acontece algo que pode mudar a vida da Fani para sempre.
A partir desse acontecimento, a história se desenrola até chegar ao fim... que foi extremamente emocionante e me fez chorar.
Infelizmente, não posso contar o que ocorre, mas posso assegurar que é surpreendentemente profundo e intenso. 
Aliás, em FMF 3 temos que lidar com problemas realmente fortes, e não bobos como o surgimento de uma espinha.
Preciso urgentemente ler FMF 4 porque a história acaba na melhor parte >.<
Logo o comprarei *-*

Obs: No livro, a Fani cria um blog sobre filmes de amorzinho *-* e qual não foi minha surpresa ao descobrir que o blog existe mesmo!?

“Ao contrário de Hollywood, onde as películas são produzidas, revisadas, ensaiadas até que fiquem perfeitas, a nossa existência é feita de improviso. Aqui não tem script. As cenas não são filmadas. E, se errarmos uma fala, não tem como dizer 'Corta!' e gravar de novo."

Movie* Coraline e o Mundo Secreto

Hi, my friends! No fim de semana retrasado, assisti uma animação muito show com minha irmã *-*

Coraline e o Mundo SecretoSinopse 
Entediada em sua nova casa, Coraline Jones (Dakota Fanning) um dia encontra uma porta secreta. Através dela tem acesso a uma outra versão de sua própria vida, a qual aparentemente é bem parecida com a que leva. A diferença é que neste outro lado tudo parece ser melhor, inclusive as pessoas com quem convive. Caroline se empolga com a descoberta, mas logo descobre que há algo de errado quando seus pais alternativos tentam aprisioná-la neste novo mundo.Fonte: Adoro cinema

Baseado no livro "Coraline" de Neil Gaiman, o filme de mesmo nome é a mais longa animação feita em stop-motion *-*
A história da garotinha de gênio forte, que está de saco cheio da rotina entediante, me contagiou do início ao fim. Coraline é uma menina que não se contenta com pouca coisa, é crítica e vive em busca de aventuras, destemida... mas um pouco teimosa demais >.<
O filme inicia-se com uma cena bem misteriosa, somente depois é que sabemos o porque dela.
Eu fiquei morrendo de pena da Caroline oops, "é Coraline!!!" (a menina odeia ser chamada de Caroline, coisa que todo mundo faz - até mesmo a sinopse do Adoro Cinema haha), os pais dela não lhe dão atenção alguma, vivem fechados em seu próprio mundo. A personagem vive tentando ter um pouquinho de atenção da mãe e do pai, mas ambos passam o dia inteiro trabalhando, só pensam em serviço. A vida da mocinha é extremamente sem graça, ela sonha em ter um jantar em que a comida seja decente, que contenha comida de verdade e não aquelas gororobas requentadas que os pais apressados fazem. Poxa, tudo o que Coraline queria era ter uma família de verdade, pois a sua parece ser composta por máquinas. 
Ao se mudar para o misterioso Palácio Cor-de-Rosa (que de palácio só tem o nome), as coisas começam a mudar. Tudo já começa a se transformar a partir do momento que a garota conhece Wybie, o destrambelhado neto da proprietária da casa.
Coraline ganha um certo presente do menino, encontra uma porta em sua residência... e encontra por de trás desta, um mundo diferente, secreto.
Neste mundo, a vida de Coraline é do jeito que ela sempre sonhara, no entanto as pessoas não são de fato pessoas, mas sim bonecos (com botões no lugar dos olhos).
A mãe é super atenciosa, faz deliciosos pratos para o jantar, o pai é talentoso, o Palácio Cor-de-Rosa é lindo.
Tudo parece um sonho, mas é como diz o velho ditado "Quando a esmola é muita, o Santo desconfia".
imageCoraline começa a perceber que nem tudo é o que parece ser, aprendemos com a menina que mesmo com todos os defeitos, é preciso valorizar a vida que temos. Nossos pais, nossos amigos e até mesmo os nossos vizinhos malucos (o Sr. Bobinsky é demais! Assim como as duas vizinhas idosas que acham que estão na flor da idade *-*), aahhh isso sem contar com a figura do gato tão desprezado por Coraline... Não posso contar mais, sorry :X
AMEI o filme, fiquei morrendo de vontade de ler o livro (que parece ser mais sombrio)!
O desenho gráfico é lindo... meio dark, bem como a trilha sonora. O Wybie é uma graça de tão bobo e a Coraline, apesar de ser meio chata, me cativou *-*
Assistam!



Letters* Armadura

Tenho que viver como se fosse de ferro, fingir que superei todas as minhas dores e frustrações. 
Parar de reclamar da vida e seguir em frente, sempre seguir em frente... porque o mundo não para, quem deve parar ...sou eu, parar de ser humana. Tenho que fazer isso, isso e aquilo, nada de sentir demais, nada de criar expectativas ou então quebrarei a cara. Acontece, que eu já estou com a cara quebrada, pior, só restaram cacos do meu coração. Cercada por promessas vazias, esperanças esfaceladas e bloqueios. 
Por que tudo tem que ser tão difícil? 
Não tenho respostas, a única coisa que sei é que devo ser forte. Mas, às vezes, eu me canso de ser fortaleza. 
Às vezes, eu fico aqui quieta, dizendo para mim mesma que tudo vai ficar bem.
Às vezes, eu percebo que só tenho eu e Deus.
Não quero ficar fazendo drama nenhum, odeio mimimi.
Se estou falando tudo isso, é porque realmente não posso mais aguentar. É um desabafo, uma confissão, uma terapia, catarse.
Lá vou eu, pegar minha armadura de novo e seguir para a luta, de queixo erguido. É isso o que mais sei fazer. Não espero que me entendam, não espero que queiram me acompanhar, não espero mais nada.
Mas, o que eu realmente queria era sentar ali e chorar tanto! Porque está tudo errado.
E eu não tenho o que fazer quanto a isso, além de ser forte.
Deus está me amparando, como sempre. Mas, sei que preciso enfrentar certas coisas.
Vou me manter inabalável, sim, é isso que vou fazer. Amanhã é outro dia. Minha vez vai chegar e eu estou acostumada a esperar e não esperar nada.






Entrevista com a Pam

Hi everyone!! Dia desses, minha BFF Pam fez a maior homenagem para mim, no blog dela *-* Do nada, a maluca começou a me entrevistar via msn!!! Depois fez esse POST *-*
Eu fiquei emocionada, sou muito feliz por ter uma grande amiga irmã como essa! E é claro, venho prestar uma homenagem a ela também *-* A Pam é uma pessoa incrível, com ideias extremamente interessantes, é muuito criativa, é sábia, dá os melhores conselhos! Tem uma personalidade impressionante, é uma das pessoas mais fortes e corajosas que eu conheço! Apaixonada por livros, como eu..., além de tudo é escritora (escreve poemas lindos demais e já escreveu livros)!  Confiram a entrevista concedida pela Sra. Anúbis *-*

Palavras em pink são comentários meus .-.


1- Pra começar, como você se auto-define?
image
Louca. Literalmente. Eu sou bipolar, estressada, desnaturada, enfim, louca no maior dos sentidos kkk MAS, eu sou uma pessoa legal, eu juro. Posso ser bem boazinha e fofa quando quero '-'


É tudo isso mesmo, e eu acrescento mais... é uma criatura do mal *--------*




2- Defina música pra você;

Música é minha vida. A arte das artes. A arte sobrehumana U.U


Amei a definição *-* concordo!


3 - Das Artes, qual você prefere?


 Hum... a escrita. Porque todas as outras usam dela. Ela é tipo, a mãe da Arte rsrs


*-* 


4- Cite 5 filmes que mudaram sua vida;


- Harry Potter
- A Múmia
- A incrivel Jornada
- Esqueceram de mim
- Aladin


Harry fez com que nos tornássemos amigas *-* Aladin é ,definitivamente, o filme dela!
5- Top 3 livros Clássicos preferidos;


O Morro dos ventos uivantes
Persuasão 
O fantasma da ópera


Que bom gosto!! Amo as duas últimas, 'Persuasão' é o The best! Preciso ler o primeiro *-*

6- Top 3 livros atuais preferidos;


Calafrio
A hora mais sombria
A Pirâmide Vermelha


A Pam é especialista em todos esses livros, que estranhamente se assemelham à vida dela *-*


7- Das cenas "históricas" do cinema, qual você mais gosta?



Haha, a cena de cantando na chuva *-*
eu sei cantar "i sing in the rain" todinhaa *-*


Own, que demaais *-* 



8- Dando uma de Freud, as 5 palavras que lhe vem na cabeça de imediato;

vermelho, céu, anjo, sorriso, medo


Ui, uma mistura de coisas sombrias com coisas doces *-* a cara dela!


9- O que você acha do nosso País?


Haha, nosso País é demais *-* 
Ninguém conseguiu por ele nos eixos no quisito sociedade igualitaria ainda.
Mas vejam: nosso país tem belas paisagens, liberdade de expressão, gente criativa e feliz... amo nosso país *-*
Se todos puderem ter uma vida boa e justa, ele fica perfeito (mas daí depende de vocês eleitores, votarem na pessoa CERTAA néh? cabeçaaa ;)  )

*-* essa que é uma brasileira autêntica! Disse tudo, Pam!

10- Qual seu artista favorito? 


Vixi, me pegou.
Leonardo da Vinci. Ele era O cara dos talentos kkkk pintor, inventor... pra quem não sabe, até musico *o* admiro ele demaais

O Leo é INCRÍVEL!!!!!!!! Multifuncional, inteligente e sensível!


11- Quais as 3 primeiras coisas que você faz ao acordar?

Bem, quando eu acordo nao levanto, fico pensando na vida kkkk
Depois eu ligo o computador e ponho musica
e por fim... nossa, eu sou tão bipolar q não tem um terceiro passo kkk depende do meu humor no dia o.O


Mas, é muito Sheldon mesmo né? Kkkkkkkk


12- Escolha:


(  ) Amanhecer - (X) Pôr-do-sol
( X) Neve - ( ) Praia
( ) Beija-Flor - (X) Golfinho

13- A musica que define sua vida e a que está na sua mente no momento;


Nobody's home
Wonderwall --'


Nossa, essas músicas são maravilhosas *-*

14- Se tivesse que escolher manter uma dessas coisas no planeta, escolheria Céu ou Mar?


Mar, porque daí eu me deitaria no chão, e olharia pro céu todo negro, e imaginaria todo o tipo de coisa que poderia estar ali *-*


Nunca vi pessoa que gosta tando de pensar!


15-Terminando, o que você acha de mim rs?


Bem, você é uma super pessoa *-*
A pessoa mais legal, fofa, e admiravel que eu conheço *-* como eu disse, é minha idala ^^

Own, imagiina, obriigada minha irmã! Eu que sou sua fã!





Acessem o Tumblr da Pam *-* (AQUI)

Top 5 - Casais da Literatura

Hi, my lovely readers! Pois é, hoje é dia dos namorados e apesar de odiar esse dia haaha
 e estar achando um inferno ter que aguentar os posts do Facebook sobre isso...
Eu realmente precisava fazer uma homenagem aos lindos casais dos livros que tanto amo *-*
E é claro, desejar um happy valentine's day para os sortudos que encontraram o amor verdadeiro ;) valorizem-se!


1- Hermione Granger e Rony Weasley



2- Percy Jackson e Annabeth Chase


3- Elizabeth Bennet e Mr. Darcy


4- Mia Thermopolis e Michael Moscovitz


5- Allie Hamilton e Noah Calhoun


*-----------------------*

Movie* Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças

Hi guys! No domingo passado, eu assisti um dos "clássicos" do cinema, sempre ouvi falar
 
desse filme, mas nunca havia assistido!! Trata-se de "Brilho eterno de uma mente sem lembranças" (Eternal Sunshine of the Spotless Mind, 2004)  *-* Depois que li uma frase dele no maravilhoso livro "Fazendo meu filme 1", fiquei  com mais vontade ainda de assistir e assim o fiz. Vi pelo Netflix (1 mês de graça \o/ aproveitem).

Sinopse

Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet) formavam um casal que durante anos tentaram fazer com que o relacionamento desse certo. Desiludida com o fracasso, Clementine decide esquecer Joel para sempre e, para tanto, aceita se submeter a um tratamento experimental, que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Após saber de sua atitude Joel entra em depressão, frustrado por ainda estar apaixonado por alguém que quer esquecê-lo. Decidido a superar a questão, Joel também se submete ao tratamento experimental. Porém ele acaba desistindo de tentar esquecê-la e começa a encaixar Clementine em momentos de sua memória os quais ela não participa.
Fonte:
Adoro Cinema

O filme se inicia com uma cena do Joel acabando de acordar, meio desanimado...
"Estou tão feliz. Nunca senti isso antes.
Estou exatamente onde queria estar."
 
Ao invés de pegar metrô para ir ao trabalho, ele acaba indo para outro lugar, uma praia...e é lá que tudo começa a acontecer.
O protagonista (interpretado de forma brilhante, pelo divo Jim Carey *-*) conhece a maluca Clementine (interpretada de forma tão brilhante quanto, pela diva Kate Winslet) e assim acompanhamos a aproximação dos dois, o início do romance, o meio e o fim :/
Haha, confesso que eu fiquei meio confusa, mas no fim entendi tudo!
O filme não segue uma ordem cronológica (amo filmes assim *-*), ele segue uma ordem confusa (até na desordem, há ordem), pois se trata de memória! E nossas lembranças não surgem de forma linear, nossa memória é toda fragmentada, dispersa, misturada.
Em certo momento, tudo está indo bem para o casal, mas de repente vemos tudo desmoronar D:
"Não sou um conceito,
 sou só uma garota 
ferrada procurando paz de espírito...
Não sou perfeita."
O Joel descobre que a Clem apagou-o de sua memória, através de um tratamento revolucionário. Gente, eu sofri junto com ele, é muito doloroso! 
Profundamente magoado por conta disso e desgostoso da vida, o protagonista decide fazer o mesmo. 
As cenas em que ele vai passando pelo processo de esquecimento são muito emocionantes e intensas. Quem é que nunca quis apagar uma pessoa de vez da cabeça?
Ele vai se desfazendo de todas as lembranças boas e ruins e para fazer isso, precisa relembrar toda a história de amor dos dois.
Você acaba se identificando com o Joel e quem já sofreu uma desilusão sabe que não é fácil esquecer.  
Mas, o que acontece é que o rapaz percebe que não pode apagar totalmente a moça de 
sua cabeça, o amor verdadeiro o impede de fazer tal coisa. Conforme luta para reverter o processo, Joel acaba se dando conta da importância de Clementine, ele revê todas as suas atitudes e erros diante dela. Para ele, a protagonista é toda errada, haaha, impulsiva e tudo o mais... só que no final das contas, o amor é isso, é você gostar de alguém exatamente pelo que ela é, pelos defeitos e qualidades!
 No entanto, o que fazer para que o tratamento cesse?? Há volta ou tudo está perdido?
Eu chorei, praticamente, durante o filme todo. O final é de matar haha, impressionante, emocionante, incrível!
Super indico! A história nos transmite uma grande lição! O amor verdadeiro (só o verdadeiro U.U) não pode ser esquecido. Quando não amamos de verdade, conseguimos esquecer rápido, às vezes morremos por causa de alguém, mas você acaba percebendo que não gostava tanto assim daquela pessoa. 
Ahh, há também a participação de outros grandes atores como Kirsten Dunst, Mark Ruffalo e Elijah Wood *-*  
Memória, amor, passado, futuro, presente... esses são os principais ingredientes desse filme lindo demais da conta .-. vale a pena ver!


 "Feliz é o destino da inocente vestal. Esquecendo o mundo e sendo por ele esquecida. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Toda prece é ouvida, toda graça se alcança." - Alexander Pope

"Você ama quem você ama, não importa porque você ama."


"O dia dos namorados foi inventado pelas 
indústrias de cartões para deixar as pessoas tristes." - Haha, essa é perfeita!






Quotes!

Hi, my lovely readers!! Finalmente, tirei o dia para passear um pouco *-* foi ótimo, embora eu esteja super cansada haha. Tinha que dar uma passada aqui .-.
Sempre amei frases, acho que elas tem o poder de instantaneamente inspirar! São curtas e tão profundas! Por isso selecionei algumas para vocês também se inspirarem \o

167467_245947338852792_148791391_n_large


Tumblr_m567e7ysdw1qd5wxyo1_500_large


Tumblr_m53vzypv3z1qghwxto1_500_large



Tumblr_lnkn65nlus1qbwxizo1_500_large


Tumblr_m563alkuyd1qzr04eo1_500_large



573272216_large


35504_466068220086448_887729097_n_large


Tumblr_lvuhb3oety1qg08vto1_500_large



582518_344833352254044_545032187_n_large



579342_242313525881527_675532550_n_large


Tumblr_m3enheswq71qgujfno1_500_large



Letters* Transformando a rotina em literatura...

Hi, my lovely readers! Haha, hoje o grande mistério será solucionado! Por onde anda a Thay? O que faz de sua vida? O que tanto faz para não ter tempo nenhum de poder postar regularmente no blog? Well, faz um bom tempo que eu não escrevo nada sobre minha louca vida (ou vida louca, como você preferir haha), pois acho que talvez vocês não estejam interessados. >.< Mas, às vezes, eu penso que é útil contar algumas experiências do meu cotidiano. Reclamamos quase sempre da rotina "oh, que droga, nada de novo acontece! É tudo sempre a mesma coisa!", pois bem eu sou humana e várias vezes me pego proferindo tais dizeres >.< Porém, nessa hora lembro das pessoas que estão em hospitais ou na rua etc. É inevitável que fiquemos estressados, entediados e de saco cheio dos dias "iguais". Por isso, vim aqui mostrar que nenhum dia é igual ao outro, vim aqui mostrar que a rotina pode ser mágica. Vou transformar a minha em literatura... \o
Lá vai!!
Um dia na vida da Thay
 Ouço o meu nome, é minha mãe me chamando "Hey, Thaís, já está na hora de levantar!". Eu abro os olhos com dificuldade, pronto, a janela para o mundo está aberta. Demora um tempo para eu me situar: Onde eu estou? Está na hora do quê?? Quem sou eu?. Me adapto em poucos segundos e resmungo comigo mesma: que droga, eu não queria sair dessa cama hoje.
Ouço a chuva bater violentamente nas janelas, o tempo só me traz mais vontade de voltar a dormir. A responsabilidade fala mais alto, de um salto, me levanto e vou pegar minhas roupas.  Como sou tapada, mais uma vez, esqueci de deixar a roupa escolhida na noite anterior! Reviro o guarda-roupa, Aslam não aparece, noto que preciso fazer outra faxina naquela bagunça. Pego a primeira vestimenta que aparece, o senso de moda me faz repensar, escolho com cuidado o que vou vestir, quero estar apresentável. Já basta a cara de espantalho. 
Lavo o rosto com a água gelada, passo o sabonete francês oil free, que custou R$ 20,00... Futilidade? Não, necessidade... preciso me livrar das espinhas.
Pego a necessaire, a sombra cor-de-rosa, o lápis preto, o corretivo, o rímel, o batom. 
Coloco meus brincos de coruja *-* uma delas está caolha, mas gosto de usar mesmo assim. 
Apressada, corro para a cozinha, coloco meu almoço (lanche natural) para esquentar. Coloco-o dentro da mochila, juntamente com uma maçã. 
Pego a manteiga, o pão integral, coloco-os no microondas. A xícara já está cheia de leite desnatado e café. 
Mal tenho tempo de mastigar, engulo tudo. 
Separo o dinheiro do ônibus, coloco minhas sapatilhas. Confiro, todos os livros estão dentro da mochila. Texto de Psicologia e Educação lido.
Minha mãe e minha irmã me acompanham até o portão. Dou um beijo de despedida nelas e rumo para a minha jornada diária.
As ruas estão praticamente desertas, vou andando depressa, com a cara amarrada - proteção.
Subo uma rua que me deixa sem fôlego, falo sozinha, quase sempre rindo da minha cara.
Atravesso a avenida, vejo aquelas tantas pessoas com cara de sono seguindo para o colégio ou para o trabalho, eu vou para os dois.
Chego no ponto de ônibus cheio, vejo as caras conhecidas, os vejo todos os dias, mas nunca falei com eles, que coisa mais esquisita. 
Observo tudo à minha volta, sei o horário de todos os bus que passam antes do meu.
Finalmente, o "Unicamp" chega... entro, a cobradora deve ficar feliz comigo, eu sempre levo o dinheiro certinho. 
Rezo, minhas preces são ouvidas, há um lugar para eu me sentar!
Vejo tantas pessoas, fico imaginando a história de vida delas. Algumas estão com o olhar perdido, fones de ouvido. Outras estão com os livros abertos, devorando conteúdo.
Eu, estou ouvindo música e viajando na maionese, como sempre.
Conheço todos os rostos. 
Lembranças vem à tona, a música, bendita música.
Sorrio, imaginei algo bom... sonho meu. Penso sobre a vida, passo a viagem inteira pensando sobre minha condição enquanto humana, enquanto eu. O que eu estou fazendo da minha vida? O que eu quero fazer? 
Os olhos estão pesados, sinto sono, dor nas costas... 
Cedo, fecho os olhos mas me mantenho acordada, devaneando. Vejo carros na estrada, pessoas sorrindo, me imagino em outro lugar.
Chego na Unicamp, tudo se transforma, este lugar tem o poder de me trazer paz de espírito e ânimo. De repente, estou mais acordada do que nunca! 
Eu e um amigo rumamos para dentro da Cidade Universitária, conversamos sonolentos, eu sigo para baixo e ele vai reto. 
Pego os meus fones de ouvido novamente, crio cenas em minha mente. Sempre há alguma coisa que não me deixa ficar em paz. É aquela ânsia, aquele desespero em conseguir o que eu tanto quero. Lembro de quem me faz sorrir, sorrio, me entristeço por lembrar que as coisas não andam boas. Me bloqueio, nada de sentimentos. 
Penso em Piaget e Vygotsky, caminho contente até a Faculdade de Educação.
Aquelas escadas me tiram o fôlego também.
Chego na sala de aula, ah que sensação boa!! Me sinto em casa, amo nossas aulas, a professora é incrível e meus colegas me fazem bem.
Sento ao lado de uma amiga da Biologia, começamos a discutir sobre nosso seminário que se aproxima.
A aula acaba, que coisa triste, mas estou morrendo de fome.
O sol voltou a brilhar, mais uma vez recorro à música. Passo pelo IMECC, corto caminho pelo IFCH e chego até a porta do pavilhão dos docentes do IEL. Que coisa, trancaram a porta de novo! Passo por uma passagem estreita, entro no pavilhão saltitante, observando os nomes dos professores aclamados em todas as portas, sou uma grande garotinha curiosa, que tudo admira.
Chego à sala de projetos onde trabalho, ligo o pc e começo a trabalhar. 
Digito, digito, amo digitar e conhecer o ponto de vista de outras pessoas acerca da leitura e escrita.
O estômago ronca, mas sou disciplinada, só posso almoçar ás 11:30. Reeducação alimentar.
Pego o meu singelo lanche natural sem graça e logo o devoro, enquanto leio blogs sobre moda e livros.
O lanche é sem graça mas me traz alegria. 
Continuo trabalhando. 15 hrs como minha saborosa maçã. 
Pensamentos, pensamentos... eles vem quando eu termino de cumprir minhas tarefas. Mas, eu sonho, enquanto percorro os corredores do meu Instituto, eu sonho... serei uma renomada especialista em Linguística Aplicada, um dia terei uma sala só minha aqui.
Agora, sou Alice ... estou no País das Maravilhas, lembrei dela, porque tenho que começar a fazer meu trabalho de Interpretação, estou animada! 
17:30, janto a mesma coisa que almocei ._.
Desligo o PC, apago as luzes, tranco a porta. Bebi tanta água!
Escovo os dentes, passo a maquiagem e sigo feliz (de novo, com meus fones de ouvido *-*) para a Biblioteca. Ah, que lugar mágico! Me sinto tão bem!!! 
Passeio por entre as estantes, folheando todo livro que me chama a atenção. Procuro aquele que vou precisar para fazer meu trabalho, encontro, sorrio satisfeita.
Sigo para a minha sala de aula, minhas amigas já estão no corredor, conversamos sentadas nos bancos verdes. Gosto tanto delas!
Entramos na sala de aula, folheio meu livros. 
A professora chega e então eu me desligo do mundo e me transporto para o universo do Léxico. As palavras me encantam.
21:00 hrs, a aula acaba. Estou exausta, morrendo de sono e de fome.
Eu e uma amiga seguimos para a sala de informática, leio textos e visito o Facebook a procura de algo que me faça bem. Às vezes encontro, às vezes não. Dessa vez não encontrei.
22:30 hrs vamos para a escada do CB, vários estudantes passam para lá e para cá. Eles também me inspiram. Observo as roupas, as feições...
Me divirto com meus amigos incríveis. 
22:40 hrs, hora de ir para a van. Sento nos bancos do fundo junto com dois amigos preciosos que me fazem ficar alegre.
Estou com sono ainda e com fome..., idealizo minha casa, minha xícara de leite desnatado!
A noite está estrelada, olho para a lua e sorrio. Os olhos tristes vagueiam, eu queria tanta coisa, mas não posso fazer nada quanto a tais coisas. Fico esperando algo mágico, mas nada acontece. Me sinto errada, sem sorte.
Chego em casa, digo "oi" para o Bebê, meu gatinho *-*
Tiro o traje de combate, faço a sagrada limpeza facial, esquento o leite, sento na minha cadeira, ligo o notebook... enfim, em paz.
Converso com minha melhor amiga, procuro a alegria uma vez mais.
Nada.
Agradeço a Deus pelo meu dia. Estou bem.
O sono volta, desligo o notebook. Acho que chegou a hora de descansar, Srta. Guerreira.
Escovo os dentes, deito na minha cama quentinha, me enrolo no cobertor fofo. 
Penso, penso, penso... as lágrimas querem vir, mas eu me lembro do meu dia de aventuras e desventuras. Fico feliz, meu dia é mágico.
Penso, oro... peço que Deus dê Sabedoria a todos, que esteja no coração de cada um de nós. Ele me diz: te acalma pequena, agora você pode descansar...
Eu adormeço e sonho. Sonho que sou livre para ser o que eu quero e descubro que o que eu quero é exatamente o que eu já sou. Zzzzz.
Minha mente se prepara para outro dia, enquanto Deus vai preparando a alegria.
E eu... sou enfim, pura magia.